Alentejo / Herdade do Esporão

Vinha das Palmeiras: Alicante Bouschet 2013

2013 2012 2010 2009 2008 2007

Tinto

Conceito do Vinho

Vinhos produzidos apenas em anos de excepção, a partir de parcelas singulares, que permitem expressar o potencial e carácter original da casta e do solo.

Agricultura

A colheita de 2013 caracterizou-se pela Primavera chuvosa, seguida de um Verão seco, com temperaturas diurnas elevadas, compensadas por noites frescas. Estas condições possibilitaram a maturação ideal e consistente das uvas.
A vinha das Palmeiras foi plantada em 1996, na Herdade dos Perdigões, propriedade do Esporão, numa colina. Esta favorece a exposição solar e a boa drenagem da vinha, o que permite que a casta Alicante Bouschet obtenha uma maturação consistente, originando vinhos concentrados e intensos.

GEOLOGIA DO SOLO
Profundo, de cor escura, com origem calcária e textura argilosa.

IDADE DA VINHA
21 anos

 

Castas

Alicante Bouschet

Vinificação / Estágio

Fermentação com temperaturas controladas (28ºC) em  cubas de inox de pequena capacidade.

Estagiou durante 12 meses num balseiro de 5.000 litros de carvalho francês, seguidos de mais 24 meses em garrafa, antes de ir para o mercado.

Mais Informações

Nasceu na Vinha das Palmeiras, na Herdade dos Perdigões, onde a Alicante Bouschet, plantada há 10 anos, se encontra numa fase de produção consistente.

É um vinho produzido apenas em anos de excepção, resultante de um intenso trabalho de experimentação e colaboração entre as equipas de enologia e viticultura da Herdade do Esporão. Tal trabalho assenta na vinificação de pequenos lotes da mesma casta provenientes de talhões distintos, em que o objectivo final é compreender e potenciar o carácter de cada casta associado ao tipo de solo e microclima em que está instalada.

A conclusão deste trabalho de ensaios contínuo das duas equipas consubstancia-se no lançamento destes vinhos de carácter singular, caracterizados pela baixa produção de cada variedade.

Enólogos

David Baverstock e Luís Patrão

Cor

Cor profunda e concentrada.

Aroma

Aroma complexo das casta que lhe deu origem, com notas de ameixa preta, chocolate negro e ligeiro couro.

Paladar

A estrutura clássica dos taninos austeros é complementada pela intensidade da fruta, consistente e rica, e um final longo e apimentado.

Formatos

750 ml

Engarrafamento

Julho de 2015

Álcool/Volume

14 %

Acidez Total

6.9 g/l

pH

3.54

Açúcar Redutor / Baumé

3 g/l