Douro / Quinta dos Murças

Quinta dos Murças VV47 2015

2015 2013 2012

Tinto

História - Terroir - Complexidade
Exposição Solar Sudeste
Altitude 262 - 292 m
Declive 36º - 47º
Vinha Vertical
Ano da Vinha 1947
Solo Xisto

Conceito do Vinho

O Quinta dos Murças VV47 provém de uma vinha histórica, a vinha vertical mais antiga do Douro, plantada em 1947, com exposição Sudeste e 40% de inclinação. Traduz a expressão máxima do nosso terroir e do seu potencial, que é caracterizado pela sua elegância, harmonia e complexidade.

Agricultura

Modo de produção: Produção Integrada (certificado SATIVA)

O Inverno foi frio e seco, seguido de uma Primavera quente e também seca. As temperaturas mais amenas do início do Verão acabaram por acelerar a maturação das uvas tintas, que se apresentaram em óptimo estado sanitário, com boa acidez e concentração. A vindima foi no dia 23 de Setembro.

GEOLOGIA DO SOLO
Xisto

IDADE DAS VINHAS
Vinhas plantadas em 1947.

Castas

Touriga Nacional, Touriga Franca, Sousão, Tinta Amarela, Tinta Barroca, Tinta Roriz

Vinificação / Estágio

Vindima manual, mesa de selecção, desengace, esmagamento, fermentação alcoólica com leveduras indígenas a temperaturas controladas (25º a 28ºC), em lagares de granito com recurso a pisa a pé e prensagem numa antiga prensa vertical.

Em barricas de carvalho francês usado durante cerca de 12 meses.

Mais Informações

Enólogos

David Baverstock e José Luís Moreira da Silva

Cor

Intensa e profunda, com laivos violeta.

Aroma

Muito complexo e intenso, onde dominam os frutos vermelhos mais maduros e os aromas balsâmicos característicos das vinhas mais velhas.

Paladar

De grande harmonia e elegância, destacam-se os taninos maduros muito finos e a sua acidez equilibrada. Apresenta um final muito longo e persistente que, no seu conjunto, permite prever uma grande longevidade.

Formatos

750 ml   ·   1,5 l

Engarrafamento

Setembro 2017

Álcool/Volume

14 %

Acidez Total

5.5 g/l

pH

3.65

Açúcar Redutor / Baumé

0.6 g/l