Pendura

Da região da Granja-Amareleja, de uma pequena parcela de vinha com mais de 80 anos, chegam estas uvas da casta Diagalves ou, como aqui lhe chamam, uma vez que tradicionalmente eram penduradas para consumir mais tarde, a  “Pendura”. Não há quem resista ao seu sabor e à história do seu dono de 92 anos, que trabalha no campo desde que se lembra. É matéria-prima única que segue o seu caminho até às nossas talhas de barro.

“Pendura”

From a small vineyard plot in Granja-Amareleja, one of Alentejo’s sub-region, with more than 80 years, have arrived these ‘Diagalves’ grapes (portuguese grape variety). Or, as they call it here, since they were tradicionally hanged for later consumption at the table, the “Pendura” (hanging). It’s a unique raw material that goes straight to our amphorae.