Quinta dos Murças

As adegas

As adegas

A adega de 2.000m2 enquadra-se no desenho tradicional das adegas durienses, desenhada de forma a poder processar em simultâneo uvas para o Vinho do Porto e para o vinho do Douro. Dividida em três níveis, a adega beneficiou de investimentos importantes, permitindo adaptar e renovar uma parte substancial dos procedimentos ao longo dos próximos anos. Neste momento, está dividida em duas adegas paralelas que nos possibilitam diferenciar as operações consoante o patamar de vinhos elaborado.
Adega de Vinhos de Colheita

Totalmente recuperada num dos patamares da quinta, o processo desenvolve-se integralmente por gravidade, desde a recepção e escolha manual das uvas até à prensagem.

A adega foi desenhada tendo em conta as necessidades e ambições do projecto. Optou-se por um formato aberto para evitar acumulações de gazes durante a vindima. A cobertura em cobre pretende uma integração mais amena na paisagem selvagem e austera do Douro. Está equipada com uma prensa pneumática, uma série de cubas de inox troncocónicas de pequena dimensão que nos permitem um controle total sobre a forma como vinificamos cada casta e cada parcela, permitindo separar cada lote de forma mais detalhada, e equipamento para délastage. Por ora, a adega de vinhos de colheita está reservada aos vinhos Assobio.

adega
Adega dos Lagares

Construída em 1955 e recuperada em 2010, a adega dos lagares foi desenhada para trabalhar os vinhos à moda antiga com o recurso às conveniências da tecnologia moderna, permitindo trabalhar as nossas melhores uvas nos 8 lagares de granito tradicionais, mas com controlo de temperatura, macerando as uvas com a tradicional pisa a pé.

A prensagem é cumprida de forma lenta e muito suave numa antiga prensa vertical que nos permite obter os melhores resultados das uvas da Quinta dos Murças. A adega dos lagares está reservada para os vinhos Quinta dos Murças Reserva e para os nossos vinhos do Porto.

ADC0054349

Procura uma loja? Descubra a nossa.

Esporão Store