Salvar o Tua

Assobio pelo Tua

Assobio pelo Tua

A Quinta dos Murças, propriedade do Esporão no Douro desde 2008, é uma das vozes activas na campanha “Salvar o Tua, Proteger o Douro”. Esta campanha pretende sensibilizar a comunidade nacional e internacional para as consequências da construção da barragem hidroeléctrica de Foz Tua, dada a iminência da destruição do Vale do Tua e da sua centenária linha ferroviária, que integram o Alto Douro Vinhateiro, património mundial da humanidade, classificado pela UNESCO desde 2011.

Para além da ausência de racional económico que justifique a construção da barragem, que produzirá apenas 0,1% das necessidades energéticas do país sensivelmente ao dobro do preço a que pagamos actualmente o kWh, aumentando assim o já enorme défice tarifário existente, os efeitos nocivos e irreversíveis da construção da barragem são muito relevantes, com principal destaque para o impacto visual do muro de betão na Foz do Tua, o afogamento de um dos mais ricos ecossistemas ribeirinhos selvagens em Portugal e as alterações climáticas que poderão piorar as condições de produção dos vinhos do Douro e Porto.

A dimensão negativa do impacto ambiental, económico e social da construção da barragem para a região torna imperativo um esforço para salvaguardar este património que é parte da nossa herança e identidade cultural e uma peça essencial do desenvolvimento da região ao considerarmos a vitivinicultura e o turismo como sectores estratégicos para o seu futuro.

Como parte da sua contribuição para a Plataforma “Salvar o Tua” o Esporão decidiu lançar uma edição especial de 1.000 garrafas do seu vinho tinto premiado Assobio 2011, produzido na Quinta dos Murças.

Esta edição especial conta com uma fotografia do rio Tua, cedida pelo fotógrafo Duarte Belo, e remete para o site da plataforma, lançando o convite à mobilização de todos os cidadãos nesta causa, através da divulgação da campanha, participação nas iniciativas promovidas pela plataforma e do envio de uma carta à UNESCO no sentido de pressionar esta entidade a travar a construção da barragem. O envio da carta pode ser feito através do site da plataforma em www.salvarotua.org.

salvar o tua assobio
Com o valor de venda de 10€ por garrafa, as receitas desta edição “Salvar o Tua, Proteger o Douro” reverterão integralmente a favor das acções da campanha. O vinho será vendido ao público em diversas acções incluídas na campanha. Outra iniciativa do produtor passou pela colocação de um selo no contra-rótulo de toda a gama Assobio em comercialização, comunicando a campanha em curso.

Para João Roquette, CEO do Esporão e da Quinta dos Murças, membro do núcleo central da Plataforma, “A história e vocação vitivinícola da região e o seu potencial turístico não são compatíveis com este projecto. A barragem do Tua beneficia os accionistas das empresas concessionárias e construtora em detrimento da sociedade. As empresas devem estar ao serviço da sociedade, não o contrário”.

A Plataforma “Salvar o TUA”, que reúne nove associações ambientais, produtores de vinho e apoio de diversas figuras públicas e instituições nacionais, acredita que é possível travar a construção da barragem, tomando como exemplo o movimento em curso nos Estados Unidos da América onde estão já a ser destruídas antigas barragens que, entretanto, se tornaram obsoletas.