Esporão & A Comida Portuguesa a Gostar Dela Própria

Um Lanche de três Regiões, preparado a seis mãos

Um Lanche de três Regiões, preparado a seis mãos

O Esporão & A Comida Portuguesa a Gostar Dela Própria também marcou presença no Dia Grande 2016. No Mercado, numa banca com produtores e artesãos, pudemos conhecer melhor o trabalho de algumas das pessoas que se cruzaram com o projecto ao longo dos últimos meses.

Durante a tarde e enquanto o sol começava a descer, no Mercado do Dia Grande, reinava a festa com uma contagiante aula de bombo dada pelo músico Tiago Pereira. O lanche, que juntou três chefs de três zonas diferentes do país, foi a surpresa guardada para o final do espectáculo.

A ideia deste lanche era preparar um petisco a partir de um dos cortes do porco Alentejano. Cada chef escolheu uma parte deste animal e confeccionou-a à sua maneira. 

A representar o Alentejo, o chef José Júlio Vintém optou por uma parte menos nobre do porco, o rabo, e uma parte muito apreciada, o entrecosto. O chef optou por grelhar o entrecosto com um molho agridoce de mel, vinagre e alecrim e fez porco de coentrada com os ‘rabinhos’.

chefs e tiago pereira
1 / 3
pickles de figo
2 / 3
detalhe lanche
3 / 3
O lombo ficou nas mãos do chef José Pinheiro que trouxe alguma inspiração algarvia. Picadinho de porco alentejano, pickles de figos lampos e gavinhas de Aragonez do Esporão foi a receita que escolheu para deliciar os presentes.

“Tentei fazer a combinação e ligação do Porco Alentejano com alguns dos excelentes produtos do Esporão. Utilizei vinagre, mel, o licoroso, vinho e gavinhas, ao mesmo tempo que optei por um dos frutos mais apreciado nesta época, os figos lampos. Os figos foram preparados em pickles e submetidos a maceração agridoce para equilibrarem com a forte presença de gordura da carne de porco. Sendo algarvio não deixei de imprimir um pouco da minha terra, adicionando ao prato os miolos de berbigão que lhe conferiram a salinidade necessária em oposição à doçura da carne de porco. E finalizei com umas tenras pontas de gavinhas de Aragonez do Esporão, no meu entender, o vinho que melhor acompanha este petisco.” Chef José Pinheiro

chef margarida rego
1 / 2
porco forno a lenha
2 / 2
A chef Margarida Rego viajou do Minho ao Alentejo para partilhar connosco a sua paixão pela cozinha. Para conhecê-la melhor, nada melhor do que vê-la a fazer o que gosta e preparar-nos uma perna e pá de porco assada em forno a lenha durante 5 horas.

“Este prato é a minha minúscula homenagem ao Esporão – uma peça inteira, destinada a ser partilhada, confeccionada com tudo o que sou e sei, lentamente, para dar tempo à essência”. Chef Margarida Rego