Azeites

Azeite DOP Norte Alentejano

2017 2016

Azeite Virgem Extra

Conceito do Azeite

Azeite representativo da região de Denominação de Origem Protegida (DOP) do Norte Alentejano. Apresenta notas de maçã e frutos secos, textura aveludada e sabor amendoado.

Prémios

2018, Concurso Nacional de Azeites de Portugal, Categoria Norte Alentejano DOP – Medalha de Ouro

2018, Concurso de Azeite Virgem da Feira Nacional de Olivicultura, Categoria DOP Norte Alentejano – Medalha de Ouro

Olival

Seleccionamos explorações olivícolas de base familiar da região do Norte Alentejo, onde a cultura da oliveira existe há várias gerações. A produtividade é baixa porque os olivais são tradicionais, muitas vezes com mais de 100 anos, com uma disposição de largo espaçamento entre as árvores, sendo estas de grande porte e consequentemente menos árvores por ha. No sistema intensivo, as novas plantações apresentam-se em compassos mais pequenos, resultando em árvores de médio porte mais adaptadas à colheita mecânica. O sistema cultural predominante é a Produção Integrada, que tem por base práticas culturais mais sustentáveis e a utilização de fauna auxiliar no controlo das pragas e doenças da oliveira. Os olivais estão localizados nos concelhos de Monforte, Alandroal, Redondo, Reguengos de Monsaraz e Mourão.

Variedades

Cobrançosa, Galega, Blanqueta

Campanha

Esta campanha iniciou-se duas semanas mais cedo do que a do ano passado. O tempo quente e a ausência de precipitação trouxe preocupação em relação ao calibre dos frutos e à desidratação dos mesmos, principalmente nos olivais de sequeiro. Como a variedade galega no Alentejo é maioritariamente de sequeiro, a selecção dos fornecedores e a separação criteriosa dos frutos foi determinante para a obtenção de um azeite de alta qualidade. A colheita foi realizada nos meses de Outubro, Novembro e Dezembro.

Produção

As azeitonas são transportadas, separadas por variedades, e recebidas no lagar do Esporão poucas horas depois da colheita sendo imediatamente processadas.

A extracção inicia-se com a moenda rápida dos frutos. A seguir à moenda a pasta resultante é sujeita a um batimento lento de forma a permitir a saída do azeite das células da polpa.

A pasta segue para o decanter onde é separado o azeite do bagaço de azeitona e da água resultando um azeite ainda com alguma humidade e impurezas. O azeite é limpo por centrifugação estando desta forma pronto para ser filtrado e embalado.

Mais Detalhes

Visual

Verde amarelado.

Olfativo

Frutado maduro, com notas de maçã e frutos secos.

Gustativo

Suave, muito doce e ligeiramente picante, fazendo lembrar frutos secos.

Utilização e Harmonização

Azeite que se adapta a diversos pratos, como saladas, tibornas, açordas e até mesmo na finalização de um peixe grelhado.

Acidez Máxima

0.1%

Formatos

250 ml   ·   500 ml   ·   750 ml

Conservação

Para melhor preservação das características deste azeite natural, recomenda-se a sua conservação em local fresco e protegido da luz.