Azeites

Azeite Biológico Olival dos Arrifes

Azeite Virgem Extra Biológico

Conceito do Azeite

Azeite de terroir produzido a partir das variedades de azeitonas Cobrançosa e Arbequina proveniente do nosso Olival dos Arrifes, em modo de produção biológica. Existe uma criteriosa selecção dos frutos desde o campo até ao lagar, obtendo-se desta forma um azeite autêntico e genuíno, pleno de aromas e de sabores.

Prémios

Veja aqui os prémios recebidos pelos nossos azeites.

2018, Concurso Nacional de Azeites de Portugal – Melhor do Mercado 2018

2018, Concurso de Azeite Virgem da Feira Nacional de Olivicultura, Categoria Azeite Biológico – Medalha de Ouro

2018, Concurso de Azeite Virgem da Feira Nacional de Olivicultura, Categoria Azeite de Quinta – Medalha de Ouro

2018, NYOOC – NEW YORK INTERNATIONAL OLIVE OIL COMPETITION, Categoria Organic Delicate Blend – Prata

Olival

Em Produção Biológica

Plantado na Herdade do Esporão, tem um compasso de 7 x 5 m e uma área total de 80,41 ha, sendo 56,68 ha da variedade Cobrançosa e 23,73 ha da variedade Arbequina. O olival está certificado em Modo de Produção Biológica desde 2009, com o objetivo de estabelecer um sistema de agricultura sustentável que permita a obtenção de azeitona de elevada qualidade, e cujos processos produtivos não sejam nocivos para o ambiente e saúde humana, fomentando ainda a biodiversidade do ecossistema. Todo o olival é regado com um sistema de rega gota-a-gota, sendo monitorizada para o uso eficiente da água. A conservação do solo é efectuada recorrendo-se à manutenção do coberto vegetal existente.

Variedades

Arbequina, Cobrançosa

Campanha

Esta campanha iniciou-se duas semanas mais cedo do que a do ano passado. O tempo quente, e a ausência de precipitação levou a antecipar a colheita. Embora a produção tivesse sido inferior ao ano anterior o aumento do rendimento compensou essa perda. A ausência de humidade não trouxe problemas de gafa, mas foram observados níveis mais altos de mosca da azeitona, o que trouxe preocupação acrescida, mas não afectou a qualidade da azeitona. A colheita decorreu entre Outubro e os inícios de Novembro.

Produção

O transporte da azeitona foi feito em reboques, separadas por variedades e recebidas no lagar imediatamente após a colheita, não fosse estar o lagar em plena Herdade do Esporão, sendo imediatamente processadas.

A extracção inicia-se com a moenda rápida dos frutos. A seguir à moenda a pasta resultante é sujeita a um curto batimento com temperatura muito baixa, de forma a permitir a saída do azeite das células da polpa e a preservar os aromas característicos desta variedade que que se reflectem neste azeite.

A pasta segue para o decanter onde é separado o azeite do bagaço de azeitona e da água, resultando um azeite ainda com alguma humidade e impurezas. O azeite é limpo por centrifugação sendo imediatamente filtrado e seguidamente embalado.

Por ser um azeite de produção biológica requer uma criteriosa separação desde o campo até à garrafa.

Mais Detalhes

Visual

Tonalidade esverdeada resultado da utilização de azeitonas verdes.

Olfativo

Muito equilibrado com um frutado verde médio, aroma floral, com notas de erva recém-cortada, trigo verde e alcachofra

Gustativo

Harmonioso, complexo, ligeiramente picante e mediamente amargo, ligeiramente adstringente, com um final de boca que lembra frutos secos.

Utilização e Harmonização

Para pessoas que procuram um produto genuíno, pleno de sabores. Deverá ser usado a frio, ideal para legumes cozidos, pastas frescas, cozinhados ao vapor ou grelhados, peixes magros e saladas diversas.

Acidez Máxima

0.1%

Formatos

250 ml   ·   500 ml   ·   3 l

Conservação

Para melhor preservação das características deste azeite natural, recomenda-se a sua conservação em local fresco e protegido da luz.